sexta-feira, 11 de maio de 2012

Há dois anos

Ontem reencontrei a D. Natália. Uma das razões, ou a derradeira razão, para eu ter criado este blog. Para contar histórias. Como a dela.

E lembrei-me das saudades que tenho disso.



segunda-feira, 26 de março de 2012

Gadjets

My favourite of all time

... do Facebook

Já não se adiciona uma pessoa porque se conhece.
Adiciona-se porque se quer conhecer (melhor).

Esta coisa de gostar de alguém

Enviaram-me isto daqui
E não resisti a re-publicar.
É tudo tão verdade.

 
«Esta coisa de gostar de alguém» por Fernando Alvim

«Esta coisa de gostar de alguém não é para todos e por vezes — em mais casos do que se possa imaginar — existem pessoas que pura e simplesmente não conseguem gostar de ninguém. Esperem lá, não é que não queiram — querem — mas quando gostam — e podem gostar muito — há sempre qualquer coisa que os impede. Ou porque a estrada está cortada para obras de pavimentação. Ou porque sofremos de diabetes e não podemos abusar dos açúcares. Ou porque sim e não falamos mais nisto. Há muita gente que não pode comer crustáceos, verdade? E porquê? Não faço ideia, mas o médico diz que não podemos porque nascemos assim e nós, resignados, ao aproximar-se o empregado de mesa com meio quilo de gambas que faz favor, vamos dizendo: “Nem pensar, leve isso daqui, que me irrita a pele.”

Ora, por vezes o simples facto de gostarmos de alguém pode provocar-nos uma alergia semelhante. E nós, sabendo-o, mandamos para trás quando estávamos mortinhos por ir em frente. Não vamos. E muitas das vezes sabendo deste nosso problema escolhemos para nós aquilo que sabemos que invariavelmente iremos recusar. Daí existirem aquelas pessoas que insistem em afirmar que só se apaixonam pelas pessoas erradas. Mentira. Pensar dessa forma é que é errado, porque o certo é perceber que se nós escolhemos aquela pessoa foi porque já sabíamos que não íamos a lado nenhum e que — aqui entre nós — é até um alívio não dar em nada porque ia ser uma chatice e estava-se mesmo a ver que ia dar nisto. E deu. Do mesmo modo que no final de dez anos de relacionamento, ou cinco, ou três, há o hábito generalizado de dizermos que aquela pessoa com quem nos casámos já não é a mesma pessoa, quando por mais que nos custe, é igualzinha. O que mudou — e o professor Júlio Machado Vaz que se cuide — foram as expectativas que nós criámos em relação a ela. Impressionados?

Pois bem, se me permitem, vou arregaçar as mangas. O que é difícil — dizem — é saber quando gostam de nós e quando afirmam isto, bebo logo dois “dry” Martinis para a tosse. Saber quando gostam de nós? Mas com mil raios, isso é o mais fácil, porque quando se gosta de alguém não há desculpas nem “Ai que amanhã não dá porque tenho muito trabalho”, nem “Ai que hoje era bom mas tenho outra coisa combinada” nem “Ai que não vi a tua chamada não atendida”. Quando se gosta de alguém — mas a sério, que é disto que falamos — não há nada mais importante do que essa outra pessoa. E sendo assim, não há SMS que não se receba porque possivelmente não vimos, porque se calhar estava a passar num sítio sem rede, porque a minha amiga não me deu o recado, porque não percebi que querias estar comigo, porque não recebi as flores que pensava não serem para mim, porque não estava em casa quando tocaste.

Quando se gosta de alguém temos sempre rede, nunca falha a bateria, nunca nada nos impede de nos vermos e nem de nos encontrarmos no meio de uma multidão de gente. Quando se gosta de alguém não respondemos a uma mensagem só no final do dia, não temos acidentes de carro, nem nunca os nossos pais se sentiram mal a ponto de impossibilitar o nosso encontro. Quando se gosta de alguém, ouvimos sempre o telefone, a campainha da porta, lemos sempre a mensagem que nos deixaram no vidro embaciado do carro desse Inverno rigoroso. Quando se gosta de alguém — e estou a escrever para os que gostam — vamos para o local do acidente com a carta amigável, vamos ter com ela ao corredor do hospital ver como estão os pais, chamamos os bombeiros para abrirem a porta, mas nada, nada nos impede de estar juntos, porque nada nem ninguém é mais importante do que nós.»

Fernando Alvim, Jornal Metro (13.10.07)

Outfit do dia

Pink tangerine meets the Sun ♥



terça-feira, 20 de março de 2012

Outfit do dia


segunda-feira, 19 de março de 2012

Tic Tac

Há uns bons anos lembro-me de ter tido uma paixão daquelas por um relógio CK Calvin Klein. Era grande, com o mostrador redondo em curva e uma bracelete em pele. Não sabia se gostava mais do preto ou do dourado mas parava sempre a admirá-lo quando passava numa loja de relógios. Lembro-me até de estar em frente a uma reluzente montra de centro comercial com o meu namorado da altura e de ele me prometer que um dia me iria oferecer aquele relógio...
 
Certo é que o namoro acabou muito antes de haver orçamento para tal.

Hoje apaixonei-me outra vez. Por outro relógio CK. Ainda não percebi se é coleccção Spring Summer 2012 porque no site não aparece em lado nenhum mas que foi paixão à primeira vista, foi. Para mim tem tudo o que se quer de um relógio intemporal, clássico e elegante sem ser aborrecido. Posso namorá-lo uns tempos, não posso? Até porque agora não há nenhum namorado que me possa sequer prometer tal presente.
 CK Calvin Klein Agile


quinta-feira, 15 de março de 2012

Balão Cutxi

quarta-feira, 14 de março de 2012

Tempo passa depressa, tempo passa depressa, tempo passa depressa... GOD!

segunda-feira, 12 de março de 2012

Viciada nisto



M83 ♥

Moda Lisboa Freedom

Comentário: A quantidade de Lita's de JC  por metro quadrado era incrível. E previsível.
As minhas não saíram de casa.

Dos desfiles que vi: Os (meus queridos) Burgueses juntaram preto e branco, com vermelho e cinza de uma forma cool e elegante. Aquela saia vermelha era qualquer coisa! Miguel Vieira foi belíssimo mas muito Gucci e muito do que se viu nas lojas no inverno passado (franjinhas e mais franjinhas, lantejoulas...). As saias de pêlo eram Amor ♥
Nuno Baltazar foi o habitual - elegante mas sem acrescentar nada.
Gostei do saloio-style de Nuno Gama (e do Alfaiate Lisboeta a desfilar) e gostei muito do encerramento de Filipe Faísca - silhuetas arriscadas, saias de pele e muita renda ♥

Ficam algumas imagens (D.R. ModaLisboa)
Os Burgueses
Miguel Vieira

Filipe Faísca

Os meus outfits: No sábado fui buscar o meu blazer "energético" com as wedges da Zara e a maxi-clutch e no domingo (porque ao domingo nunca há paciência para grandes coisas) optei pelos calções de napa com os mocassins vermelhos e uma camisola stripes. No cabelo tinha umas trancinhas bem fofas ♥


quarta-feira, 7 de março de 2012

As Modas

Diz que começa amanhã mais uma edição da ModaLisboa. E diz que, desta vez, não estarei lá os dias todos. Não estou a trabalhar directamente com moda/beleza e não pedi, nem teria, credencial. Ainda assim, no sábado vou ver o desfile dos meus queridos Burgueses...

Gostava de vos contar tudo e tudo. Da última vez até prometi uma actualização constante via twitter. Mas haverá outras oportunidades! 

segunda-feira, 5 de março de 2012

Go Forth!

domingo, 4 de março de 2012

A paixão tem uma forma...

...e um nome.

Jeffrey Campbell Foxy Cheetah

(E sim, JC e Litas e tal é um assunto mais que saturado e massificado e blá blá blá. Não vale a pena. Eu gosto mesmo mas mesmo disto. Who cares if everyone else does?)

sexta-feira, 2 de março de 2012

Abanar o esqueleto!

Hoje vou estar pelo Absolut Club a relembrar "as minhas primeiras" muitas coisas...

80's

Mama's vintage raspberry blouse ♥

Well...

... I guess I'm going to London next month!

Yeaahhh!


quinta-feira, 1 de março de 2012

Red Shoes

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Outfit do dia

Rocking Spring!


Vamos falar de tangas

Sim... Tanga, asa delta, string, fio dental - chamem-lhe o que quiserem.
Peça de lingerie feminina muito reduzida que não deixa marcas.

Falo disto porque, ainda há pouco, na recepção do meu trabalho, passei por uma senhora toda ela bem vestida (e bem trendy, por sinal) mas que tinha aquilo que, para mim, é um enoooorme "sabotador de imagem". Por baixo das calças pretas skinny notava-se claramente a marca dos elásticos e os limites da roupa interior, denunciando umas belas cuequinhas clássicas daquelas onde-cabe-tudo, (brancas, provavelmente... ahahah!)

Não consigo perceber isto. Confesso que até sou ligeiramente fundamentalista com esta questão, mas: as senhoras não sabem o que é um fio dental? Uma tanga? Um short sem costuras? Que é tão (ou mais) confortável do que umas cuecas de corte normal e, normalmente, não se nota na roupa!? E mais: é sexy?!


(Imaginem o vestido da Jennifer Lopez no Óscares sem um fio dental... Esse ou outro qualquer... Por favor.)

«Ah, mas não tenho formas para usar isso, ou não tenho idade, ou...»
Bem. Formas ou não formas isso é igual ao litro. Na minha opinião, não influencia em nada. A idade? Talvez me convençam por aí mas... Uma mulher nos seus trintas ou quarentas é velha para usar um fio dental? Mais ainda quando é uma pessoa que liga à imagem, ao estar bem e ao sentir-se bonita?

Expliquem-me, como se eu fosse muito burra, porque é que ainda há mulheres que em pleno século XXI, não conhecem a importância da lingerie no look (e no estado de espírito)? É que não percebo mesmo.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Mentol'ize my life


Duvido que haja fumadores que nunca tenham experimentado disto... Já os não-fumadores é bem provavel que nem sequer imaginem de que se trata.
Ora lembram-se dos cigarros de mentol? Eu adoro, admito. Mas sou incapaz de comprar um maço de mentol e fumar sempre daquilo. Ora, tal como eu deve haver imensas pessoas na mesma situação e parece que as marcas acordaram para um produto que, digo eu, está a ser um sucesso. Pelo menos está quase sempre esgotado.... Este cigarro é um cigarro "normal" mas... ao apertar uma pequena cápsula que está no filtro, na zona da bolinha azul, o cigarro fica com sabor a mentol! Simples e eficaz na medida em que resolve o problema de se enjoar de fumar mentol... Eu cá gosto!

Outfit do dia

Spring, is that you?

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

E pronto!

E acabadinha de me curar de uma bruta de uma amigdalite, dou de caras com isto...
É mesmo verdade que não se deve apanhar sol na cabeça quando se está meio doente? É que eu queria taaaanto passar a tarde de sábado a esplanadar... Hum, acho que vou procurar os meus chapéus de palha! ;)

Aquelas injecções...

Não é um título nada bonito, pois não... Mas "injecção" foi mesmo a palavra-chave dos meus últimos três dias. Estive doente. De cama mesmo. Com uma amigdalite daquelas que não me deixava comer, não me deixava falar e mal me deixava dormir. Deu à vida na segunda-feira (achava eu que no domingo estava cansada das saídas mas não, estava mesmo a chocá-la...).

Vim trabalhar mas antes da hora de almoço já estava a caminho de casa com tremores frios e suores que mal me deixavam respirar. Cama, chá e a meio da tarde o termómetro acusava 39ºC... Bonito. Fui às urgências à noite (só demorou duas horas, nada mal...) e assim que a médica olhou para a minha garganta, naquela fracção de segundo antes de eu explodir num ataque de tosse, perguntou muito rápido: «não é alérgica à penicilina, pois não?» E não, não sou. Mas nunca tinha levado daquilo...

Ora o estado da amigdalite era tal que a médica "encomendou-me" logo três injecções daquelas... Uma deram-me logo nas urgências, na segunda-feira, outra para terça e outra para quarta. E assim foi. A amigdalite desapareceu por magia, é certo. Acho que com um antibiótico ia demorar pelo menos uma semana inteira. O que ficaram foram as dores de cabeça... E "de lombo"! Que aquilo é dado na parte de cima das nádegas, logo abaixo da coluna...

O enfermeiro que me deu a 2ª injecção dizia-me: «Sabe que esta é a pior injecção de todas, não sabe? E a mais chata de dar... Eu não gosto nada, sou-lhe sincero...». Que bom que é ouvir isto quando se está cheia de dores de tudo e mais alguma coisa, com a cabeça em cacos, deitada de barriga pra baixo numa maca à espera de sentir a dita picada no dito local... É que ninguém merece! 

Depois ainda me contou que a penicilina, se deixada "ao ar", fica tipo pedra... E que é por isso que as dores da injecção duram até 2 ou 3 dias depois. Porque o líquido pode ou não conseguir espalhar-se uniformemente de forma rápida, dependendo da circulação sanguínea (e do jeitinho do enfermeiro, digo eu).

Enfim. Injecções e enfermeiros piegas à parte, sempre que tenho de ficar em casa por estar doente fico com um humor de cão e neura que ninguém me atura. Não tenho mesmo vida nem feitio para isto! Por isso hoje estou de volta ao trabalho, mesmo com dores de cabeça (ainda!) e dores "de lombo"!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Passear em trabalho

Coisas boas de ser jornalista:

- Há dias em que passear rima com trabalhar.

Como amanhã que vou até ao Algarve conhecer um chef, almoçar, assistir a um workshop de macarrons e voltar pra Lisboa de seguida. Ou seja, apanhar sol, ter tempo pra pôr a leitura em dia e comer bem (mas passar um total de 6 horas num autocarro...)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

My boyfriend is so cute

James Dean ♥ Ahahahah
Happy Valentines!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Whitney Houston ♥


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Outfit do dia


Mood

Roubadíssimo à babe d'A Melhor Amiga da Barbie.

Agora a sério

Sou só eu que tenho anónimos otários (sim, não há outra palavra) a comentar o meu blog? Meninas, meninos, bloggers digam-me que é um mal geral ou vou achar que tenho mesmo odiozinhos de estimação por aí... Oh paciência.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Vou ali à Zara e já volto, 'tá?


À falta de tempo e vontade para fazer mais posts!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Vinhos, hinc!

Quero fazer um curso de vinhos. A sério...
Acho que não gosto de vinho, não sei apreciar vinho e não faço a mínima ideia do que vai bem com o quê, nem percebo ponta de densidades, texturas e afins... (se é que são estes o termos correctos).

Mas, no decorrer dos trabalhos e artigos que tenho feito, muitas vezes me vejo a ter de falar de vinhos e sinto-me uma naba por não saber mais. Hoje (só hoje) soube o que é um escanção, o que faz e qual a diferença deste para um enólogo.
E lembrei-me, uma vez mais, de que gostava mesmo de perceber disto!
Há qualquer coisa de fascinante nos entendidos em vinho...

E acho que até dava uma boa escanção!

Anyone?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Go go go...

go... it's your birthday... We're gonna party like it's your birthday!


Na sexta-feira reuni o meu best of friends na minha best of pizzaria para um jantarzinho à boa maneira antiga. A maior surpresa foram as minha recém-adquiridas Lita de Jeffrey Campbell que chegaram pelas mãos de uma amiga (em vez de ser eu a ir buscá-las à loja hoje!) Fiquei radiante e calcei-as logo, logo, logo...


Entre outras surpresas recebi o livro The Fashion Design Directory (super completo e actualizado), uma mala bowling enorme verde turquesa, as tais Levi's (dos papás) e uma massagem da Odisseias. E um "postal" handmade com uma "CatWalk" e dedicatórias de todos os presentes... hihihi




Ainda sobre as Lita... Confesso que a meio da noite, tipo 02h30, já me doíam os pés... Mas eu não sou exemplo: raramente ando de saltos, muito menos de pele, muito menos novos. E estava com mais de seis dias seguidos sem folgas (e mais de 13 horas de trabalho por dia). Por isso, sim, fizeram-me doer os pés. Até porque já me doíam. Acredito que mais devido à pele e ao facto de ser um sapato estreito. Muitas vezes ficava com os dedos dormentes. E não as apertei demasiado. Mas, lá está... Eu não sou exemplo. O salto nem o sentia!! Essa não foi a razão... Adoro-as desde o primeiro momento em que as vi. E isso não mudou depois de as ter.


E os Globos?

Pois que a red carpet dos 69th Annual Golden Globe Awards não foi palco de grandes surpresas...  Adorei o vestido (e a pose) da Angelina. Há qualquer de sobrenatural na beleza desta mulher!!


E a Charlize Theron que conseguiu ser original sem deixar de estar magnífica... Há pessoas a quem o nude fica bem!



Gostei também da Mila Kunis (mas um sorriso não lhe ficava mal) e da Nicole Ritchie (não usaria mas é um vestido muito bonito). A Sarah Hyland tinha um vestido maravilhoso vintage Dolce & Gabbana e Sofia Vergara é a prova de que uma silhueta sereia pode ficar bem, na pessoa certa...





As piores? Bem, não me dei ao trabalho de pesquisar demasiado mas a Lea Michelle estava bimba até mais não... E a Sarah Michelle Gellar estava feliz e contente. Parece que gostava mesmo do que tinha vestido...  Mas alguém gostou??




sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Outfit do dia (de ontem)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Mais um ano

Diz que faço anos hoje. 26. Não os estou a sentir como senti o quarto de século mas sei que o tic-tac não pára e é inevitável fazer uma retrospectiva. Para mim o ano (civil) só acaba quando faço anos. Sempre foi assim. Consigo associar cada ano a uma idade e organizo a minha memória dessa forma. Sei que em 2004, quando foi o Euro, tinha 18 anos, comecei a trabalhar e entrei na faculdade. Sei que em 2008 tinha 22 anos e fui de Erasmus. No início de 2010 estava a escrever para a revista que sempre admirei, consegui ter carteira profissional e nasceu a minha sobrinha (que é a mais linda do mundo!). E 2011? O que guardo de 2011 e dos meus 25 anos?

Trabalhei em 4 sítios diferentes (é essa a primeira realidade que me vem à cabeça). Foi um ano de mudanças e reviravoltas, todas elas por culpa da "crise" e da "austeridade". Trabalhei muito mas consegui ter 1 mês e meio de "férias" no Verão. Descansei, relaxei, apanhei um bronze daqueles, dancei, saí, diverti-me e estive com as pessoas de quem mais gosto. Tive sorte. Correu-me bem. E acho que tomei as melhores decisões profissionais que podia tomar. Começo 2012 num trabalho novo.

Terminei um namoro de 2 anos. E aprendi que gostar não chega. Todos nós o sabemos mas a crueldade de encerrar um história que emocionalmente nunca terminará foi um passo enorme. Gostar não chega. E sei que me vou lembrar sempre disso.

Emagreci. Esta parte pode parecer a mais tola da minha retrospectiva mas perder 13 kg (de uma vez por todas) e voltar a vestir um número de roupa normal mudou-me. Em várias coisas. E estou bem assim. Não me esqueço de como era e do que silenciosamente sentia com os comentários, os olhares e... os provadores! E esforço-me para dar valor ao que consegui atingir.

Foi um ano complexo. Mas foi um ano feliz. Tenho todos os que me são mais importantes por perto, não houve doenças nem problemas graves na família e com os amigos e consegui sempre, mais ou menos, orientar-me no meu percurso e no meu caminho. Com mais ou menos buracos, mais ou menos obstáculos, mas consegui.

Gosto de ter 26 anos, de olhar para trás e de sentir que fiz tudo o que acho que deve ser feito até esta idade. E isso é bom, não é?

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Outfit do dia


Já expliquei em que se baseia o meu tópico "Outfit do dia". É apenas uma aproximação ao máximo daquilo que estou a usar. Por isso, e como muita gente me pergunta de onde são a peça x ou y, a parka (quase quase igual à da imagem) é da New Yorker, bem como a camisola e a mala. A camisola tem um fecho dourado nas costas amoroso e a mala não é a Birkin, claro, mas é desta cor e desta estrutura. As calças são Levi's, as sabrinas são da H&M e o lenço... Já nem sei! Relógio Casio e pérolas, always with me!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Escapa-te

Passei só para dizer que este site é muitooooo bom! E vai ficar ainda melhor daqui a uns tempos: mais cool, mais urbano, mais trendy e mais "acessível".
É para adicionar aos favoritos, boa?

E já agora, este também é giro!

Palavras

Ainda não se vislumbram as tendências (de massas) do próximo Verão mas eu arrisco dizer que vamos ouvir falar de tangerina e azul klein...

Por falar nisso, alguém sabe quando sai a Vogue Collections?


terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Sunscreen

Já publiquei este vídeo aqui no blog. E expliquei a história do mesmo. Não tem novidade nenhuma e creio que toda a gente já o viu pelo menos uma vez na vida. Mas eu gosto de revê-lo. De vez em quando. Em momentos chave. Porque é, provavelmente, o vídeo mais inspirador de sempre...

Aos que não viram, façam o favor!
E tenham um bom ano!

Outfit do dia

Winter Lolita

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Outfit do dia

Warm and Fluffy

...da Moda

Quem me conhece sabe bem o que pretendo com este blog: nada.

Nada a não ser um espaço onde possa escrever com total liberdade de registo, conteúdos e temas... Uma página em branco onde posso falar de mim, do meu dia-a-dia, das minhas compras e paixões, das minhas reviravoltas e de tudo o mais que me possa apetecer. Um espaço onde escrevo sem edição.

O Balão de Ar Quente não é um blog de Moda. Nem pretende sê-lo. Nem tenta sê-lo. Quem procura blogs de Moda à séria deve seguir os que tenho ali na lista do lado direito. Esses sim são blogs upa upa! O Balão é apenas uma página de uma jovem mulher que gosta de escrever. E que também gosta de Moda. Just that.

Obrigada pelos contactos, pelo apoio e pelas propostas.
I'll keep on flying*


(Diz que saiu uma pequena coluna minha na última edição da Sábado sobre o que vestir na passagem de ano... Ficou bem giro, obrigada! Mas não sou "blogger de Moda"...)