quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Mais um ano

Diz que faço anos hoje. 26. Não os estou a sentir como senti o quarto de século mas sei que o tic-tac não pára e é inevitável fazer uma retrospectiva. Para mim o ano (civil) só acaba quando faço anos. Sempre foi assim. Consigo associar cada ano a uma idade e organizo a minha memória dessa forma. Sei que em 2004, quando foi o Euro, tinha 18 anos, comecei a trabalhar e entrei na faculdade. Sei que em 2008 tinha 22 anos e fui de Erasmus. No início de 2010 estava a escrever para a revista que sempre admirei, consegui ter carteira profissional e nasceu a minha sobrinha (que é a mais linda do mundo!). E 2011? O que guardo de 2011 e dos meus 25 anos?

Trabalhei em 4 sítios diferentes (é essa a primeira realidade que me vem à cabeça). Foi um ano de mudanças e reviravoltas, todas elas por culpa da "crise" e da "austeridade". Trabalhei muito mas consegui ter 1 mês e meio de "férias" no Verão. Descansei, relaxei, apanhei um bronze daqueles, dancei, saí, diverti-me e estive com as pessoas de quem mais gosto. Tive sorte. Correu-me bem. E acho que tomei as melhores decisões profissionais que podia tomar. Começo 2012 num trabalho novo.

Terminei um namoro de 2 anos. E aprendi que gostar não chega. Todos nós o sabemos mas a crueldade de encerrar um história que emocionalmente nunca terminará foi um passo enorme. Gostar não chega. E sei que me vou lembrar sempre disso.

Emagreci. Esta parte pode parecer a mais tola da minha retrospectiva mas perder 13 kg (de uma vez por todas) e voltar a vestir um número de roupa normal mudou-me. Em várias coisas. E estou bem assim. Não me esqueço de como era e do que silenciosamente sentia com os comentários, os olhares e... os provadores! E esforço-me para dar valor ao que consegui atingir.

Foi um ano complexo. Mas foi um ano feliz. Tenho todos os que me são mais importantes por perto, não houve doenças nem problemas graves na família e com os amigos e consegui sempre, mais ou menos, orientar-me no meu percurso e no meu caminho. Com mais ou menos buracos, mais ou menos obstáculos, mas consegui.

Gosto de ter 26 anos, de olhar para trás e de sentir que fiz tudo o que acho que deve ser feito até esta idade. E isso é bom, não é?

6 comentários:

Maria Pimentel disse...

Que boa retrospectiva. :) Muitos Parabéns, miúda. Pelos 25 anos e por todas as conquistas. E boa sorte para mais 12 meses :*

Cupcakke disse...

é muito bom, porque tens uma boa retrospectiva:) Parabéns, espero que os 26 sejam ainda melhores que os 25 ;)
Bjs

Sofia disse...

É.

Quero ver-te voar, sabes? Mereces... :)

Um beijinho e Parabéns mais uma vez! Qualquer coisa, estou aqui :) *

Juanna disse...

Boa!

mariana costa veludo disse...

Parabéns, primeiro que tudo pelo aniversário e depois pela retrospectiva positiva.
Disseste uma coisa tão importante "gostar não chega", quantas evzes nos esquecemos disso ?!

beijinho *

Drica Duarte disse...

No way!
Acabei de conhecer o seu blogue e reparo agora que faz anos no mesmo dia que eu! How nice is that?
Parabéns atrasados :-)